22.2.12

Saudade do silêncio

Uma decepção enorme nas ladeiras de Olinda.
Aquela estrada sem tamanho e a chuva para esconder as lágrimas.

Um encontro apertado nas ruas do Recife Antigo.
E um até logo com gosto de café com leite.

A mais fina ironia adolescente.
E o aconchego dos amigos que vêm de longe.


Carnaval é uma mistura de orixás.
Ou de sensações, ou de ausências e presenças.

O beijo roubado na hora errada.
Se mistura com aquele que veio logo depois de uma corrida pra dentro do dragão.

Eu acho é pouco.
Ela nem me conhece e me contou do seu amor impossível.

A decepção do sábado.
Se reconcilia na confissão da terça.

O frevo do domingo pode perder a harmonia na segunda.
Mas pode também virar samba na vida de qualquer pessoa.


Ainda bem que esses quatro dias existem e são tão intensos.
Mas vou confessar que estava com saudade do silêncio.


Louco para entrar na piscina e pensar apenas nos próximos 2.000 metros.
A tal ponto de fazer um textinho só pra fazer de conta que esse blog voltou.

3 comentários:

Horóscopo do Dia disse...

Mais amor para todos e direitos iguais também.

Muito bom o seu blog adorei parabéns.

Horóscopo do Dia

Até mais!

Anônimo disse...

Hoje, depois de muito tempo, lamentei não sermos mais amigos.

Mariana Belém disse...

Bonito Dado!