6.7.10

Atrito, fricção e sentimentos relacionados


Nunca fui um cara das Ciências Exatas. Mas, talvez pela dificuldade de se chegar a um resultado preciso, a Física sempre me chamou atenção.

Lembro de uma aula sobre velocidade. Depois de muitas e muitas explicações. Eu fiz a única pergunta que me interessava.

Então, um átomo pode realmente ser um outro sistema completamente rico e desenvolvido funcionando em outra dimensão.

A imagem de planetas circulando, em torno de um centro gravitacional, em uma outra relação do espaço com o tempo me maravilha até hoje.

Incrível como os engenheiros têm capacidade de desenvolver uma montanha russa para dar exatamente a adrenalina que uma criança de 10 anos precisa.

Talvez por isso eu valorize tanto meus parcos conhecimentos de vela. Fantástico que os índios americanos tenham nos ensinado a arte do bordo.

Quantos garotos não tiveram um empurrãozinho do friozinho na barriga da roda gigante para beijar a boca de suas futuras namoradas?

Escrevi essas linhazinhas enquanto voltava àquela velha piscina, onde meu pai filmou um dos seus primeiros Super 8.

O deslizar na água sempre me relaxa. Talvez me lembre o quanto a gente é pequeno no meio desse mar de mundo em que vivemos.

Palavras podem ser realmente um carinho delicioso. Mas o amor, o tesão e a paixão pela vida são fundamentalmente regidos pela Física

E Química, vamos admitir!

5 comentários:

Monaliza Brito disse...

Ótimo texto. Adoro quando sua escrita está assim, mais cheia de sentimento, mais cheia de você.

Anônimo disse...

Tem uma amiga que escreveu sobre Biologia. Eu fiz esse da Física. Só falta tu escrever alguma coisa sobre a Química

Dado

Monaliza Brito disse...

Só escrevi sobre o tato, que de certa forma não deixa de ter a ver com química. Passa lá pra ler: www.sorrisodamonaliza.blogspot.com

Dado disse...

Mas tato é totalmente física...

Dado

Monaliza Brito disse...

Mas tato só é bom quando tem "química" positiva.